sábado, 9 de novembro de 2013

The Rambler (2013)

Sabe aquele filme que você vê o cartaz mas não dá nada para o filme, aquele tipo de prejulgamento que todos fazem com diversos filmes, mas aí no desenrolar da história você vai se identificando com a película e no auge do filme você para e diz: putz como é que eu não vi esse filme antes.
Pois bem, agora imaginem: "Caos e subversão impregnados na tela como se fosse uma pintura de Bosch, loucuras e insanidades mostradas de forma nua e crua, criando uma atmosfera Lynchiana de pesadelos, devaneios, loucuras e insanidades.
Agora mistura bem no liquidificador com referências aos filmes do Cronenberg, e o que temos como resultado final: um dos filmes mais malucos já feitos, um "road-movie surreal" e as referências não param, em um ponto surreal do filme quando nosso personagem está vagando pela rodovia a procura de carona, um velho num táxi acaba acolhendo e falando mais que a boca e fica dizendo que adora o filme Frankenstein do James Whale e que adoraria ver o filme em Technicolor.
Nosso personagem, é um cara sem muitas palavras agindo de forma fria, ás vezes lembrando o estereótipo do "Homem sem nome", mais uma referência aos filmes do Sérgio Leone. Mais uma coisa doida que o filme apresenta é um velho que com seu carro caindo aos pedaços, vagando de cidade em cidade atrás de cobaias para fazer parte do seu experimento, ele tem uma espécie de um aparelho em que as pessoas usam um capacete e que é capaz de gravas em VHS os sonhos das pessoas.
Essa obra que desafia as leis da física é brilhantemente dirigida pelo mesmo diretor de um dos segmentos do filme VHS de 2012, "Tape 56" de Calvin Reeder, que ao mesmo tempo dirige e assina o roteiro. Um filme destinado para um público de gosto refinado.

3 comentários:

Lord Vader disse...

Magnífico Blog. Voltarei !

Fernando Terroso disse...

Valeu a dica, não conhecia esse filme, abs.

Filmelixo

Bússola do Terror disse...

Oi!
Tô passando pra desejar um feliz 2014!
Até!